Inovações da CASE impulsionam os setores de construção, infraestrutura e mineração

30/07/2019

Desenvolver pesquisas e projetos inovadores aliados a novas tecnologias e às tendências de desenvolvimento do setor faz parte do cotidiano de trabalho da CASE Construction Equipment. Sempre de olho no futuro a marca, que pertence à CNH Industrial, projeta a retomada do setor com planos pautados em desenvolvimento de novos produtos. Protótipos em retroescavadeira com acessibilidade e retroescavadeira conectada, comandada via tablet são exemplos apresentados pela empresa.

“Caminhamos rumo às cidades inteligentes, conectando nossas máquinas a tudo que está conectado ao redor do planeta para que os setores de construção, infraestrutura e mineração possam se desenvolver junto com a tecnologia e, de forma sustentável”, comenta Maurício Moraes, gerente de marketing da CASE para América Latina.

As duas retroescavadeiras conceito, apresentadas em 2018, são exemplos de inovação e pioneirismo CASE que contribuíram para que a CNH Industrial conquistasse a posição 10 entre as empresas mais inovadoras do país no Prêmio Valor Inovação Brasil 2019 e, o 1º lugar entre as mais inovadoras do setor.

A retroescavadeira 580N Accessibility é o primeiro protótipo a permitir que pessoas com mobilidade reduzida dos membros inferiores possam operar uma máquina de construção de forma totalmente autônoma.   A máquina teve como principal modificação a inclusão da plataforma de elevação para permitir que o operador realize o transbordo da cadeira de rodas para o assento da plataforma, de forma totalmente autônoma, por meio de um controle joystick.

O reposicionamento dos pedais para suportes de mão possibilita uma nova dinâmica de operação, permitindo que a máquina mantenha as mesmas funções e performances que o modelo sem o recurso de acessibilidade.

580N Wireless

Primeira máquina a possuir velocímetro digital em km/h, a conceito 580N Wireless teve seu desenvolvimento 100% nacional pela Engenharia da CASE, em parceria com o Senai Innovation. A tecnologia deste protótipo de conectividade permite que todos os comandos da máquina estejam inseridos em um tablet, que pode ser retirado e algumas funções do equipamento podem ser comandadas à distância.

A tecnologia, única no mundo, elimina 50% dos chicotes elétricos, que têm alto custo de desenvolvimento e alterações, além de diminuir a dificuldade de gerenciamento diário da máquina.  O tablet comanda a máquina ao mesmo tempo que se conecta a todos os serviços CASE e todos os dispositivos ao redor, trazendo facilidade de operação e segurança.

A CASE contribui e compartilha do DNA CNH Industrial, que somente em 2018 depositou 63 novos pedidos de patentes no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), o que equivale a mais de 30% de aumento em relação ao ano anterior, quando foram depositadas 46 novas solicitações.

O Prêmio Valor Inovação Brasil 2019 integra a pesquisa, desenvolvida pelo jornal Valor Econômico, em parceria com a Strategy&, consultoria estratégica do Network PwC.

Fonte: caminhoneirosdotrecho

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)