Mil e uma utilidades: bambu terá plantio incentivado no PR

19/07/2022
O Paraná será o primeiro Estado brasileiro a contar com um programa de incentivo ao plantio e à comercialização do bambu

O Paraná será o primeiro Estado brasileiro a contar com um programa de incentivo ao plantio e à comercialização do bambu. Para que isso aconteça, falta apenas a sanção governamental ao projeto de lei aprovado na última semana pela Assembleia Legislativa.

O bambu tem mil e uma utilidades, que vão desde a construção civil até a alimentação. É barato e, além de agregar valor na sua cadeia produtiva, é uma cultura sustentável que traz benefícios ambientais, econômicos e sociais, dizem os autores do projeto, deputados Luiz Claudio Romanelli, Goura, Wilmar Reichembach, Boca Aberta Junior e Luciana Rafagnin.

 

MODELO

A Abrafibras (Associação Brasileira da Indústria e dos Produtores de Bambu e Fibras Naturais) afirma que ao criar uma legislação estadual, o Paraná será modelo e referência para outros estados brasileiros.  "O bambu pode se tornar uma nova fonte de renda no campo e ter polos de produção nas regiões. É uma planta de fácil manuseio, tem rápido crescimento, não requer fertilizantes e agrotóxicos", pontua a entidade.

O Brasil tem mais de 200 espécies de bambu e economicamente, tem potencial como matéria prima para as indústrias da construção civil, da moda, automotiva, naval e aeroespacial, de embalagens e de cosméticos.

O bambu pode integrar programas de combate à fome e a insegurança alimentar, devido ao seu alto teor nutricional. Também pode ser utilizado como fonte de energia e reforça a aplicação da planta para recuperação de áreas degradadas. Seu plantio integrado, conforme explicou a Abrafibras, não altera a cadeia produtiva já existente nas propriedades rurais. Ele pode ser colhido no terceiro ano de crescimento, mas o ponto ideal de maturação ocorre a partir do quinto ano.

Fonte: Alerta Paraná.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)