Paraná continua líder na produção de peixes

18/07/2022
O Paraná continua líder na produção de peixes em cativeiro.

 O Paraná continua líder na produção de peixes em cativeiro. O anuário 2022 da Associação Brasileira da Piscicultura apontou mais uma vez o estado como maior produtor da cultura. Os dados mostram que a produção cresceu 9,3% em 2021, com 188 mil toneladas, 16 mil toneladas a mais que no ano anterior.

O cultivo da Tilápia é considerado carro-chefe do estado. Ele respondeu por 182 mil toneladas, mais que o volume somado dos dois estados que aparecem na sequência: São Paulo, com 76 mil toneladas, e Minas Gerais, com 47 mil toneladas.

A tilápia respondeu 63,5% dos peixes cultivados no Brasil no ano passado, chegando a 534.005 toneladas. Com 262.370 toneladas, peixes nativos como o tambaqui foram responsáveis por 31,2% do total. As outras espécies (carpas, trutas e pangasius) atenderam por 5,3% da produção total de 2021, atingindo 44.585 toneladas.

Segundo a associação, a piscicultura envolve mais de 1 milhão de produtores no Brasil e gera cerca de 1 milhão de empregos diretos e 2 milhões indiretos. A atividade movimento, no ano passado, R$ 8 bilhões. A tilápia foi a espécie mais exportada, totalizando US$ 18,2 milhões em 2021, o que representou 88% do total.

A região Oeste do Paraná é considerada modelo de produção de peixes, considerando ao modelo das cooperativas agrícolas e com investimento em infraestrutura, frigoríficos para abate e capacitação dos produtores.

O anuário traz o exemplo da C.Vale, que quatro anos depois de dar início a um sistema integrado para produção de peixes, ultrapassou a marca de 100 mil tilápias de abate por dia.

A cooperativa paranaense processa 115 mil tilápias/dia em seu frigorífico no município de Palotina, na região Oeste.

Fonte: Sou Agro.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)