Ponte da Integração está com pouco mais de 50 metros para unir o Brasil ao Paraguai

08/07/2022

A Ponte Internacional da Integração, prevista para ser concluída no segundo semestre deste ano, está com pouco mais de 50 metros para completar a segunda conexão rodoviária entre Brasil ao Paraguai na região de Foz do Iguaçu (a primeira é a Ponte Internacional da Amizade). A passarela, que terá 760 metros de extensão sobre o rio Paraná, vai ligar o bairro Porto Meira a cidade de Presidente Franco.
O assessor especial da Diretoria de Coordenação da margem paraguaia da Itaipu Binacional, Pánfilo Benítez, informou nesta quinta-feira (7), que faltam 53 metros para unir os dois lados da via. Segundo mencionou, atualmente os trabalhos estão focados no lançamento do segmento 15 (que começou esta semana) no lado paraguaio da obra, e no segmento 17 do lado brasileiro. 
A obra, que é bancada com recursos do lado brasileiro da Itaipu, ultrapassou os 86% de conclusão, destacou o diretor. Benítez adiantou ainda que a união dos dois lados da passarela poderá ocorrer antes do mês de setembro e a finalização da obra no último trimestre deste ano.
O diretor de Coordenação explicou que as aduelas são peças mistas pré-fabricadas (metal e betão) que vão moldar a futura via da ponte. A colocação destas estruturas começou em outubro de 2021, iniciando o chamado avanço livre na zona central da nova passagem fronteiriça de Foz do Iguaçu.

Projeção
A previsão total, até a conclusão da estrutura, é que serão colocadas 37 aduelas metálicas, 18 em cada margem do rio Paraná e uma no centro, que unirá as duas extremidades). Cada peça, pré-fabricada no canteiro de obras, tem peso de 95 toneladas e tamanho de 11,90 metros de comprimento e 19,90 de largura. 
A aduela de ligação terá 5,40 metros de comprimento e 19,90 metros de largura. As peças são integradas à superestrutura por meio de soldas especiais e apoiados pelos cabos de sustentação, "além de ser complementado com concreto", completou o diretor à Agência IP, órgão oficial do país vizinho.

Vão-livre edificado
Concluída, a ponte terá um dos maiores vão-livres edificados da América Latina, com 470 metros. Os investimentos na via serão de aproximadamente R$ 323 milhões, em recursos da Itaipu. O gerenciamento dos trabalhos é feito pelo Governo do Paraná.
A perspectiva é que a nova ligação irá reforçar a integração entre os países do Mercosul, estimulando áreas do turismo, logística e comércio internacional.
Além da passarela, o investimento da Itaipu inclui a construção, que já está ocorrendo, da Perimetral Leste, via de 15 quilômetros que vai retirar o tráfego de caminhões pesados pelo centro de Foz do Iguaçu.


Fonte: Da Redação Gdia.com

Foto: TV Brasil

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)