Abrir uma empresa em Cascavel tem um dos menores prazos do País

22/06/2022
Em fevereiro deste ano, por exemplo, o tempo médio era de 20 horas, o dobro da média desde o início do ano.

A mais nova edição do Mapa de Empresas do Ministério da Economia, que leva em consideração os cinco primeiros meses do ano, coloca Cascavel entre as dez cidades brasileiras com mais de cem mil habitantes onde se leva menos tempo para abrir uma empresa no País. Em média, de acordo com o ranking, o empreendedor cascavelense precisa aguardar apenas 10 horas, contra uma média de 18 horas no Estado e 40 horas no País.

O estudo, que pode ser acessado em detalhes no link Mapa de Empresas, leva em consideração a soma do prazo de viabilidade e registro. A viabilidade é a autorização para exercer a atividade no local pretendido e o registro na Junta Comercial é a etapa de obtenção do CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica).

Desde a implantação da Redesim, formalizar uma empresa ficou menos burocrático em Cascavel e o tempo de abertura vem diminuindo progressivamente. Em fevereiro deste ano, por exemplo, o tempo médio era de 20 horas, o dobro da média desde o início do ano.

Por meio da Redesim (Rede Nacional de Simplificação) é possível realizar a integração dos diversos órgãos responsáveis pela abertura e licenciamento de empresas. Os estudos para a implantação do sistema no Município começaram em 2018, com a estruturação dos processos internos; em 2020 aconteceu a integração parcial, apenas com a consulta locacional; e em 2021 foi regulamentada a lei de liberdade econômica, com a liberação do licenciamento de 441 atividades, o que levou à integração completa com a Redesim.

 

MAIS EMPREGOS

Essa facilidade com que o empreendedor tem para formalizar uma empresa tem se refletido na geração de empregos. Na última divulgação dos números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), com dados de abril, Cascavel apareceu na liderança na geração de empregos no Paraná. 

No primeiro quadrimestre deste ano, a Agência do Trabalhador local foi a primeira do Estado e a quinta do País que mais encaminhou pessoas ao mercado de trabalho. 

"Programas como o Aprova Digital, Alvará Fácil e o Habite-se foram criados justamente para facilitar a vida do empreendedor. O poder público tem que ir à frente, ir ao encontro, facilitar a vida das pessoas, tirar a burocracia, dar oportunidades de geração de emprego e de renda a micro, pequenas, médias e grandes empresas", explica o prefeito Leonaldo Paranhos. 

Fonte: Alerta Paraná.

Foto: Secom/PMC.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)