Consumidores têm menos poder de compra com impactos da inflação

16/03/2022
Tem produtos que sobem mais e outros menos, mas todos sofrem algum tipo de reajuste

A inflação em 2022 fechou em 10%. O cenário ainda é complexo, com efeitos provocados pela pandemia, que não acabou, e agora pela guerra na Ucrânia, mas a tendência é de aumento no índice. Energia elétrica, gasolina e medicamentos, que são preços administrados pelo governo, são os grandes causadores da alta.

Quando a inflação está alta, tem produtos que sobem mais e outros menos, mas todos sofrem algum tipo de reajuste. A média acaba sendo impactante e os alimentos apresentam uma variação maior. Com o fim da política dos estoques reguladores no Brasil, quem acaba regulando a compra é o consumidor.

Fonte: Catve.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)