Líbano: Encantos e segredos

05/08/2020
No momento em que o Líbano passa por mais um grande drama, desta vez em função da crise econômica que enfrenta e sofre com um acidente de proporções gigantescas, ceifando vidas, destruindo um porto inteiro e grande parte da sua Capital Beirute, vamos conhecer um pouco da história deste país acima de tudo maravilhoso

Por Faisal Hammoud

No momento em que o Líbano passa por mais um grande drama, desta vez em função da crise econômica que enfrenta e sofre com um acidente de proporções gigantescas, ceifando vidas, destruindo um porto inteiro e grande parte da sua Capital Beirute, vamos conhecer um pouco da história deste país acima de tudo maravilhoso.

SAIBAM QUE:

O Líbano tem 18 comunidades religiosas.

No Líbano falam-se 3 línguas: Árabe, francês e inglês, todos fluentemente.

Circulam 40 jornais diferentes diariamente.

O nível de alfabetização é de 99 %.

Tem 42 Universidades.

Há mais de 100 bancos diferentes.

70 % dos estudantes estão em escolas privadas nas principais cidades e alguns em outros países. 40% da população libanesa é cristã (é a percentagem mais elevada no mundo árabe).

Há um médico para cada 10 pessoas (na Europa e na América há um médico para cada 100 pessoas).

O nome do Líbano aparece 75 vezes no Antigo Testamento. O nome cedro também aparece 75 vezes no Antigo Testamento.

Beirute foi destruída e reconstruída 7 vezes (por isso é comparado com o Phoenix).

Há 4,5 milhões de libaneses no Líbano.

Há cerca de 14 milhões de libaneses fora do Líbano e grande parte deles, vivem no Brasil, em especial em São Paulo e Foz do Iguaçu.

Só na capital Beirute há mais de 350 centros noturnos.

O país foi ocupado por mais de 16 povos/países: Egito - Hititas  - Assírios - Babilônios - Persas - o Exército de Alexandre - o Império Romano Bizantino - a Península Arábica - os Cruzados - os Otomanos- França - Israel e a Síria). E continua libanês.

Byblos é a cidade mais velha do mundo que ainda existe e concentra 365 Igrejas, onde se pode assistir uma missa a cada dia do ano.

O nome do Líbano existe há 4.000 anos sem alteração (é o nome mais velho de um país no mundo que ainda existe).

 

O LÍBANO NÃO TEM DESERTOS

Há 15 rios no Líbano e todos vêm das suas próprias montanhas.

Os seus sítios arqueológicos estão entre os mais populares do mundo.

O primeiro alfabeto foi criado em Byblos (encontra-se no museu do Líbano e está escrito no túmulo de Ahiram Rei de Byblos que deu grande impulso a cidade).

O único templo de Júpiter (o mais importante deus romano) está em Baalbeck.

O Líbano é o único país do mundo árabe que não tem um ditador.

O nome Bíblia vem da cidade de Byblos.

No Líbano é onde se escreveram a maior quantidade de livros relacionados com a Bíblia. (A bíblia como conhecemos é formada por um total de 66 livros, sendo 39 livros do antigo testamento e 27 do novo testamento).

Jesus Cristo fez seu primeiro milagre no Líbano, na cidade de Caanã, (transformou a água em vinho).

Os fenícios no Líbano foram os primeiros a construir um barco e os primeiros a navegar na história.

Os fenícios também chegaram à América muito antes de Colombo (foi encontrado um navio fenício no Brasil).

A primeira faculdade de direito no mundo foi construída no centro de Beirute.

Diz-se que os cedros do Líbano foram plantadas pelas mãos de Deus por isso são chamados de cedros de Deus e o Líbano a cidade de Deus na terra.

A generosidade  aliada a amabilidade de seu povo, faz do Líbano um dos países onde as famílias mais se unem para a fé, trabalho, estudos, conquistas e lazer.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)