Governo conhece tecnologia com DNA paranaense que esteriliza ambientes de bactérias e vírus

14/01/2022
Criado para combater circulação de vírus e bactérias em qualquer ambiente, o Esterilix foi desenvolvido com o objetivo de conter a proliferação do coronavírus em ambientes como automóveis, elevadores, escritórios, consultórios e até mesmo em ambientes hospitalares.

A startup paranaense Mondo Bello, localizada no município de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, apresentou ao Governo do Estado nesta quinta-feira (13) uma tecnologia inovadora capaz de esterilizar qualquer ambiente de vírus, bactérias e fungos.

O Esterilix foi levado à Superintendência Geral de Inovação, órgão vinculado à Casa Civil, que faz a ponte entre soluções e demandas do mercado e o Poder Público.

Criado para combater a circulação de vírus e bactérias em qualquer ambiente, o Esterilix foi desenvolvido com o objetivo de conter a proliferação do coronavírus que causa a Covid-19 em ambientes como automóveis, elevadores, escritórios, consultórios e até mesmo em áreas hospitalares, como salas cirúrgicas e UTIs.

Para o superintendente-geral de Inovação, Marcelo Rangel, o apoio a inciativas como estas é fundamental para fomentar a tecnologia e a inovação, criando oportunidades de empregos, além da preparação técnica e acadêmica dos cientistas e empresários envolvidos no processo.

“O Paraná é um celeiro de alta tecnologia porque tem as melhores universidades e o ambiente propício para a inovação”, disse Rangel. “Produtos como o Esterlix, com DNA totalmente paranaense, propiciam um ecossistema favorável para investimentos da alta tecnologia, da indústria da tecnologia e inovação, além de promover a transformação que o Paraná precisa”.

O apoio que o Governo do Estado tem dado às novas tecnologias é fundamental na divulgação para investidores regionais, do País e do mundo. No caso do Esterilix, todo o processo funciona como uma grande montadora, no qual a empresa desenvolve e projeta cada peça, como o filtro que vai nos aparelhos, o sistema de ultravioleta que ajuda no extermínio dos vírus e bactérias, dentre outras placas e peças de padrão internacional.

“Para uma empresa pequena, uma startup como a nossa, tudo é um desafio. Nós investimos muito em tecnologia e o apoio do governo é essencial para tornar nosso produto conhecido. O Esterilix deixa o ar totalmente limpo e isento de bactérias e fungos, verificado e com laudo assinado pelo Senai/PR e também pelo maior laboratório de virologia do Brasil, que fica na Unicamp, uma das universidades mais reconhecidas do Brasil. O apoio acadêmico e governamental é decisivo para a inovação”, afirmou Itaci Cardoso, diretor-geral da Mondo Bello.

O produto será testado como piloto, nos próximos dias, em alguns carros da Sanepar. O Paraná é pioneiro na Lei de Inovação nos moldes internacionais: por meio de “sandbox”, ou caixa de areia, tecnologias novas são experimentadas e testadas primeiro no serviço público. Conforme Marcelo Rangel, durante o ano de 2022 estes trabalhos serão intensificados.

“Vamos divulgar tecnologias que ainda não são muito conhecidas pela população, que podem ser aplicadas no serviço público para ajudar a melhorar a vida dos paranaenses e acelerar inclusive atendimentos, dar mais agilidade e promover a desburocratização do serviço. O Paraná foi o primeiro estado a adotar a lei de Sandbox e, no caso do Esterilix, o Estado pode começar a adotar a tecnologia nos hospitais públicos, por exemplo”, arrematou.

Fonte: AEN.

Foto: José Fernando Ogura.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)