Coração de porco salva vida de paciente

11/01/2022
Uma cirurgia de transplante inédita salvou a vida de um homem de 57 anos.

Uma cirurgia de transplante inédita salvou a vida de um homem de 57 anos. Ele passa bem três dias depois de receber nada menos que o coração de um porco. O caso foi registrado em Maryland, nos Estados Unidos. O coração é de um porco geneticamente modificado, de acordo com informações prestadas pela Escola de Medicina da Universidade de Maryland, por meio de comunicado à imprensa emitido segunda-feira (10).

O paciente, David Bennett, tinha uma doença cardíaca terminal e o coração do porco era a última alternativa de sobrevivência. Após a revisão dos registros médicos Bennett foi diagnosticado inelegível para o transplante de um coração convencional ou então a bomba de coração artificial.

“Não tinha escolha. Era morrer ou fazer esse transplante. É um tiro no escuro, mas a única escolha que me restava”, disse o paciente, antes de ir para a sala de cirurgia. A autorização de emergência para a realização do procedimento no dia 31 de dezembro foi emitida pela Food and Drug Administration, órgãos dos Estados Unidos, assim como a Anvisa, no Brasil.

Genes responsáveis pela rejeição de órgãos de porco pelo sistema imunológico humano foram removidos e outro, foi retirada para evitar o crescimento excessivo do tecido cardíaco de porco. Paralelamente, seis genes humanos foram inseridos para que o paciente pudesse responder bem ao transplante.

Médicos vão monitorar Bennett por semanas para acompanhar o quadro evolutito. Se tudo correr bem, essa é uma alternativa para fazer frente à interminável fila de espera de pacientes pelo órgão, uma vez que não há coração de humano suficiente para atender a toda a demanda existente.

Fonte: Sou Agro/ Vandré Dubiela.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)