Parques do Paraná participam de pesquisa nacional de satisfação de visitantes a pontos turísticos

26/10/2021
Campanha nacional teve a adesão da Paraná Turismo e do Instituto Água e Terra (IAT). Objetivo é saber dos turistas qual é o nível de satisfação, a fim de promover melhorias. Pesquisa é promovida pela Rede Brasileira de Observatórios de Turismo, entidade comunitária que reúne observatórios em todo território nacional com o intuito de fomentar o turismo planejado e gerido com base em dados em todo país.

A Paraná Turismo e o Instituto Água e Terra (IAT), ambos vinculados à secretaria estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), participam da campanha nacional de pesquisa de satisfação com dez Unidades de Conservação (UCs) que são abertas à visitação.

A pesquisa é promovida pela Rede Brasileira de Observatórios de Turismo, entidade comunitária  que reúne observatórios em todo território nacional com o intuito de fomentar o turismo planejado e gerido com base em dados em todo país.  O objetivo é ouvir o nível de satisfação dos visitantes para debater futuras melhorias necessárias. É possível participar até março do ano que vem.

CAMPANHA - Para saber a opinião dos visitantes, foram instalados cartazes nos parques estaduais participantes. Basta que o turista aproxime a câmera do celular do QR Code. O público vai responder sobre o atrativo visitado, o local onde mora e dizer qual o nível de satisfação geral com a visita.

A página seguinte mostrará uma série de perguntas com as opções de resposta excelente, bom, mediano, ruim ou péssimo. Os dados servirão para elaborar uma análise das melhorias para atender as necessidades de visitantes e turistas.

O secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, ressalta que uma das estratégias do Plano de Retomada do Turismo é proporcionar um bom atendimento a esses visitantes para que eles voltem e indiquem o local a seus conhecidos.

“Os turistas, especialmente de outros estados e países, vêm ao Paraná atrás de um grande atrativo em grandes centros”, diz ele. “Se ficarem mais de um dia nessas grandes cidades e com um bom trabalho no atendimento a esses visitantes, podemos fazer com que se desloquem por até 200 quilômetros para visitar outros atrativos em cidades vizinhas”, destacou o secretário.

Segundo o diretor de Patrimônio Natural do IAT, Rafael Andreguetto, a seleção dos parques participantes da campanha levou em conta critérios como o maior número de visitantes, por exemplo. “Vale destacar que são Unidades de Conservação com uma rica beleza natural, o que chama a atenção de turistas e moradores próximos, que irão contribuir com a pesquisa”, disse.

AVALIAÇÃO - De acordo com a técnica de Estatística da Paraná Turismo, Gilce Battistuz, a ideia é que seja possível avaliar o nível de satisfação dos visitantes durante a temporada de verão e nas férias de fim de ano, que têm o maior índice de visitação nos parques. “Quanto às medidas de protocolos sanitários que preocupam muitos turistas por conta da pandemia, a responsabilidade de medidas restritivas fica por conta dos locais que estão na lista de visitação”.

Conheça os pontos turísticos participantes da campanha:

Parques Estaduais:

- Parque Estadual Pico Paraná (Campina Grande do Sul).

- Parque Estadual do Cerrado (Jaguariaíva).

- Parque Estadual do Monge (Lapa)

- Parque Estadual Pico do Marumbi (Morretes).

- Parque Estadual Ilha do Mel (Paranaguá)

- Parque Vila Velha (Ponta Grossa).

- Monumento Natural Salto São João (Prudentópolis).

- Parque Estadual da Serra da Esperança (Prudentópolis).

- Parque Estadual Serra da Baitaca (Quatro Barras).

- Parque Estadual do Guartelá (Tibagi). 

Outros locais:

- Museu Oscar Niemeyer (Curitiba).

- Jardim Botânico (Curitiba).

- Torre Panorâmica (Curitiba).

- Itaipu Binacional (Foz do Iguaçu).

- Marco das Três Fronteiras (Foz do Iguaçu).

- Parque das Aves (Foz do Iguaçu).

- Parque Nacional do Iguaçu (Foz do Iguaçu).

- Parque Arthur Thomas (Londrina).

- Museu de Arqueologia e Etnologia (Paranaguá).

- Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio (Paranaguá).

- Buraco do Padre (Ponta Grossa).

- RPPN Ninho do Corvo (Prudentópolis).

Fonte: Agência Brasil.

Foto: Denis Ferreira Netto.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)