Festival das Cataratas: Resiliência, coragem e desafios

08/12/2020
Num ano atípico, com a chegada da pandemia, a realização da 15ª edição do Festival das Cataratas foi realmente um desafio.

Por Cristina Lira

Foto: Jean Pavão

Num ano atípico, com a chegada da pandemia chegou no mundo e no Brasil, onde tudo parou, os eventos suspensos, os restaurantes fechados, hotéis, agências de viagens (embora tivessem trabalhado em home office), e até os aeroportos fecharam, a realização da 15ª edição do Festival das Cataratas foi realmente um desafio. Para o idealizador e coordenador do evento, o empresário Paulo Angeli, o evento tinha que acontecer, foi muito além do que uma coragem, e isto mostrou mesmo. A abertura oficial, no Recanto Cataratas Thermas Resort e Convention, foi simples, com poucos convidados, com total protocolos de segurança e distanciamento, com a presença das principais autoridades do Paraná , com apoio do Ministério do Turismo, prefeitura municipal de Foz, Governo do Estado do Paraná, Itaipu Binacional, de outros estados e do presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, que não mediu esforços para dizer da coragem do Paulo e o chamou de “guerreiro”.

O Festival das Cataratas este ano, seguiu todos os protocolos de segurança, como uso da máscara obrigatório, álcool gel, na entrada, em todos os estandes, na saída, e sem falar no distanciamento. A Embratur levou um estande com a participação de vários estados, como Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Goiás, Bahia, entre outros. E o Ceará, Alagoas marcaram presença cada um com seu estande. A tradicional operadora do Paraná, FRT também fez um imenso estande com seus parceiros, incluindo Anauê de Natal, Aram Hotéis, entre outros. Já a Schultz que participa desde o primeiro evento levou sua grande novidade, o lançamento do roteiro Europa Brasileira e as novidades do seguro viagem Vital Card. A Rafain churrascaria, como sempre esteve com Vilson dos Santos levando as novidades desta imperdível casa de show, e gastronomia impecável com aquele churrasco maravilhoso. As redes hoteleiras também apostaram na feira e colocaram seus estandes, como a Bourbon, a GJP, Recanto Cataratas Thermas & Convention resort, Itaipu, PTI, Foz do Iguaçu, Marco das 3 Fronteiras, e entre as novidades, estreou o Primer Shopp, com sua tecnologia de ponta.

3.578 PARTICIPANTES

O momento atípico exigiu cuidados redobrados por parte dos organizadores do 15º Festival das Cataratas, que encerrou na sexta-feira (4), em Foz do Iguaçu. Os 3.578 participantes de todo o Brasil e América Latina se depararam com um evento com uma série de medidas sanitárias.

Com corredores espaçados, aferição de temperatura, totens com álcool gel espalhados por toda a feira, além de outras ações tecnológicas, a tradicional Feira de Turismo e Negócios serviu como vitrine de produtos e serviços de 103 marcas do turismo e suas áreas correlatas, além da geração de bons negócios.

“Todos nós, organizadores e público, tivemos a coragem e a resiliência de promover essa edição do evento. Com responsabilidade, mostramos que é possível promover a retomada do turismo de forma segura. Muitas pessoas dependem do setor, uma fonte econômica muito importante do nosso destino e do Brasil”, destacou Paulo Angeli, idealizador e coordenador do Festival das Cataratas.

Para promover uma experiência segura aos participantes, as inovações estavam por todos os lados. Robôs com radiação ultravioleta do tipo C (UVC), capazes de destruir qualquer tipo de vírus, fungos e bactérias, ajudavam no processo de higienização dos ambientes. A inovação é resultado de um projeto executado em parceria pela Itaipu Binacional, Parque Tecnológico Itaipu (PTI-BR) e Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), com apoio da Receita Federal. Para evitar o contato com papel, materiais de divulgação puderam ser compartilhados por meio de uma ferramenta virtual.

Outra inovação ajudou a evitar aglomerações. Com o auxílio de cinco câmeras com a tecnologia IoT (Internet das Coisas), distribuídas por toda a Feira, e conceitos de Inteligência Artificial, o software + Analítico Eventos, desenvolvido pelas empresas Primer Analitycs e Prime Shopper, permitiu a contagem inteligente de pessoas, indicando a porcentagem de ocupação em relação à lotação máxima permitida, que no caso do Festival não ultrapassou os 65%.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)