Itaipu Binacional apoia modernização do aeroporto de Cascavel

28/01/2020

A empresa firmou convênio com a prefeitura para instalação de conectores móveis (fingers), garantindo maior conforto aos passageiros. Em Foz, a binacional também investe na ampliação e modernização do Aeroporto Internacional Cataratas. Com cerca de 70% das obras já concluídas, a modernização do aeroporto de  Cascavel  conta agora também com a participação da Itaipu Binacional. A empresa,  que tem priorizado obras de infraestrutura com impactos positivos e  de  longo  prazo  para  o Oeste do Paraná, área de abrangência da usina, firmou  um  convênio  com  a prefeitura municipal para a instalação de dois
conectores móveis (fingers), garantindo maior conforto aos passageiros.


“É mais um estímulo ao turismo e ao desenvolvimento regional, que têm grande  potencial  de negócios”, diz o diretor de Coordenação, general Luiz Felipe  Carbonell.  Para  o  diretor-geral  brasileiro  de  Itaipu, general Joaquim  Silva  e  Luna,  “esses  investimentos  reforçam  o compromisso da empresa em apoiar o desenvolvimento econômico da região, que está recebendo também  recursos  do governo federal e da binacional no aeroporto de Foz do Iguaçu,  o que vai impulsionar a aviação regional, nacional e internacional no Paraná”.

Com vigência de 12 meses iniciada em dezembro passado e sob gestão da Diretoria  de  Coordenação  da  Itaipu, o convênio do aeroporto de Cascavel prevê  um  investimento  de R$ 3.996.000. À prefeitura de Cascavel caberá a contrapartida  de R$ 154 mil, totalizando os R$ 4,15 milhões licitados para a aquisição dos fingers, que já se encontram em fabricação.“Graças a uma nova política de convênios e patrocínios que privilegia obras  estruturantes,  que  deixam  um  legado  para  a  população e para a economia  local,  a  Itaipu  economizou  e  realocou  recursos  de  forma a viabilizar  investimentos  como  este,  que  vão contribuir para uma melhor infraestrutura   do   aeroporto   de  Cascavel”,  acrescentou Silva e Luna. “Nesse  caso, boa parte do investimento é da Secretaria Nacional de Aviação Civil”.

Conforme  explica  o  engenheiro responsável pela obra, Sandro Camilo Rocha  Rancy,  a  modernização  completa do aeroporto é estimada em R$ 18,1 milhões de reais, que incluem outro convênio entre a prefeitura, governo do estado e governo federal para a construção do novo terminal de passageiros; e  também  o  novo  pátio  de  aeronaves,  objeto  de  outro convênio com o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. “A previsão inicial era para a obra ser entregue em 12 de março, mas, com  a  inclusão  dos  fingers, serão necessários mais 60 dias. Então, tudo deve estar concluído até o próximo mês de maio”, informou o engenheiro.

Nos últimos cinco anos, o aeroporto de Cascavel movimentou uma média de 200 mil passageiros  em aproximadamente nove mil pousos e decolagens por ano. Com a modernização, a estimativa é dobrar o número de passageiros. Isso  porque  a nova estrutura estará apta a receber aeronaves Boeing 737-800,  com  capacidade para 162 passageiros. Além disso, a expectativa é concretizar novas rotas conectando Cascavel a Porto Alegre e a Cuiabá.

 A Itaipu
Com  20  unidades  geradoras  e  14  mil MW de potência instalada, a Itaipu  Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo  produzido,  desde  1984,  quase 2,7 bilhões de MWh. Em 2016, a usina brasileira  e  paraguaia  retomou  o  recorde  mundial  anual de geração de energia,  com  a  marca  de  103.098.366  MWh.  Em 2019, a hidrelétrica foi responsável  pelo  abastecimento  de  quase 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 90% do Paraguai.

 

Por Imprensa Itaipu

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Seja o primeiro, faça seu comentário. ;)